Skip to content
Entre Crie sua conta

Diga sim para conquistar seus objetivos
Dicas sobre como organizar seu dinheiro, sair do vermelho, fazer seu dinheiro render e entender o mercado.

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para crescer como empreendedor
Conteúdos práticos sobre como organizar as finanças do seu negócio, começar a empreender, administrar seu negócio e vender mais

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para expandir sua empresa
Conhecimento sobre como impulsionar suas vendas, gerenciar e expandir sua empresa e insights de mercado

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para tecnologia descomplicada
Conteúdos sobre conta grátis, crédito, venda online e física, Pix e tutoriais Mercado Pago

Acesse

Conheça a biblioteca

Precificação: como calcular preço de venda de produto ou serviço

Os preços corretos podem fazer a diferença na saúde financeira e crescimento do seu negócio. Entenda como calculá-los da maneira certa
Empreendedor no computador fazendo o cálculo do preço de venda de seus produtos.

Saber como calcular o preço de venda dos produtos e serviços é um desafio importante para as empresas, principalmente aquelas que estão começando. Mas isso não precisa ser motivo de dor de cabeça.

Ao realizar a precificação de maneira correta, seu negócio pode se beneficiar de várias formas. Afinal, preços adequados melhoram processos internos, são atrativos para o público-alvo e ainda reduzem futuros problemas, como pouca margem de lucro, queda no faturamento ou dificuldades em fazer o empreendimento crescer. 

Dessa forma, é importante no momento da precificação prestar atenção em alguns fatores para que aquilo que você oferece chegue aos consumidores com valor competitivo, mas sem comprometer a saúde financeira e o desenvolvimento do seu negócio. 

 

O que é preço de venda? 


A precificação, ou preço de venda, nada mais é que o processo que mensura o valor de um produto ou serviço. Para chegar ao número final, é preciso levar em conta três aspectos essenciais: custos, despesas e lucros.

Isso porque a precificação precisa não só arcar com os custos de produção, mas também remunerar as pessoas envolvidas no processo, cobrir gastos com materiais, marketing e outras despesas.

Assim, é essencial encontrar um valor que consiga não só cobrir o que foi investido, mas que também possibilite que a empresa possa continuar crescendo e oferecendo uma entrega cada vez melhor. 

 

Como calcular o preço de venda? 


Depois de analisar seus custos e despesas, você consegue calcular o investimento total que a empresa tem para criar uma oferta. O próximo passo é acrescentar o valor que deseja de lucro. 

 

preco_de_venda

 

Se, por exemplo, você compra uma camiseta por R$ 20, estampa e depois vende no seu site por R$ 40, isso não quer dizer que o lucro seja mais de 100%. Isso porque existem esses custos embutidos.

Além do valor da camiseta, é preciso somar o salário do funcionário, despesas com impostos, gastos proporcionais para a produção (água, luz, gás, energia elétrica, aluguel, investimento no maquinário, tinta para estampar…). 

Imaginando que essas despesas proporcionais totalizem R$ 10 por camiseta, temos: 

preço de venda = custos (R$ 20) + despesas (R$ 10). 

Ou seja, o preço de venda sem o lucro, seria de R$ 30.

 

Mas como definir o lucro?


Digamos que os seus concorrentes vendam um produto similar a R$ 60 e você, que está começando agora, quer usar um preço mais competitivo. Ofertando suas camisetas por R$ 50 você mantém R$ 20 de lucro, ou seja, uma margem de mais de 60%, conseguindo cobrir os valores gastos para a sua produção e venda.

 

E como precificar serviços?


Para prestadores de serviço, a maior parte do custo, em geral, é com a mão de obra envolvida. É como se o produto fosse o tempo, conhecimento e serviço qualificado. 

Vamos supor que você é um eletricista contratado para instalar a iluminação de uma empresa. Para esse serviço, você precisa contar com um assistente, assim como levar equipamentos para o local da realização do trabalho. Além de pagar o salário do funcionário, há impostos e despesas fixas da sua sala comercial e também as variáveis, como o custo de deslocamento. 

Digamos que o custo proporcional do assistente seja de R$ 500, as despesas fixas R$ 350 e as variáveis R$ 150. Nesse caso, o valor mínimo para somente custear o serviço seria de R$ 1.000.

A partir desse valor, chegou a hora de calcular o lucro. Imaginando que a margem de lucro esperada para o seu negócio seja sempre de 50% sobre os custos, isso dá um adicional de R$ 500. Ou seja, a precificação adequada seria um total de R$ 1.500 para esse projeto. 

 

3 dicas para precificar seus produtos


Veja a seguir algumas boas orientações que vão te ajudar a acertar a precificação e dar um gás no seu faturamento:

 

1. Faça um planejamento financeiro completo

 

É preciso ter um mapeamento da movimentação do seu dinheiro. Para isso, acompanhe de perto todos os custos do seu negócio e as despesas variáveis, sempre estando  atento às possibilidades de redução de custos.

Entra na lista também uma gestão eficiente do fluxo de caixa, além de entender quais são os seus investimentos para fazer o negócio girar. Em outras palavras, para acertar na precificação é essencial começar por um planejamento financeiro completo e bem organizado. 

 

2. Acompanhe a concorrência 

 

Estar de olho no mercado também é fundamental para sua política de preços. Isso ajuda a entender variações dos custos de matérias-primas e fornecedores – itens que com certeza influenciam seu preço final. 

Por outro lado, é preciso acompanhar ainda os preços praticados pela concorrência, a fim de se manter competitivo no mercado.

No entanto, lembre-se de que nunca é sustentável financeiramente para o seu negócio vender um produto a um valor abaixo da concorrência se isso significar prejuízos no seu faturamento.

 

3. Conte com bons fornecedores 

 

Bons parceiros de negócio muitas vezes possibilitam prazos de pagamento mais vantajosos e descontos na reposição de produtos.

Outra dica importante é sempre aumentar o leque de fornecedores de confiança para que você não fique refém de um único parceiro ou seja pego de surpresa com falta de estoque, atrasos e outros problemas que possam prejudicar a sua empresa.

 

💡 Leia também: Entenda a mistura entre vendas físicas e digitais 

 

Com a precificação correta, seus resultados são ainda melhores 


Nem um centavo a mais ou a menos, você não precisa mais se preocupar com cálculos difíceis e contas que não fecham. Oferecer um preço adequado pode ser a chave para atrair mais clientes e manter seu negócio em constante evolução, de maneira lucrativa.

Faça sua precificação correta e potencialize suas vendas!

 

Manual de Vendas Online com Mercado Pago


Escrito por:

assinatura_equipe

Artigos relacionados