Skip to content
Entre Crie sua conta

Diga sim para conquistar seus objetivos
Dicas sobre como organizar seu dinheiro, sair do vermelho, fazer seu dinheiro render e entender o mercado.

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para crescer como empreendedor
Conteúdos práticos sobre como organizar as finanças do seu negócio, começar a empreender, administrar seu negócio e vender mais

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para expandir sua empresa
Conhecimento sobre como impulsionar suas vendas, gerenciar e expandir sua empresa e insights de mercado

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para tecnologia descomplicada
Conteúdos sobre conta grátis, crédito, venda online e física, Pix e tutoriais Mercado Pago

Acesse

Conheça a biblioteca

Como manter a saúde financeira do meu negócio

Conheça as principais estratégias para organizar as finanças e garantir um crescimento saudável
Homem sentado sob a mesa com computador e cadernos

Um dos principais desafios de qualquer empreendedor é a gestão para manter uma boa saúde financeira. De acordo com o Sebrae, entre os motivos de uma empresa fechar suas portas nos primeiros cinco anos está a falta de planejamento. Aliás, apenas 53% dos negócios fazem um acompanhamento frequente das finanças. 

Ou seja, um crescimento satisfatório depende de um bom acompanhamento financeiro. Dessa forma, sua empresa poderá manter as operações e apresentar resultados surpreendentes. Descubra agora dicas essenciais para organizar as finanças do seu negócio na prática. 

 

 

6 estratégias para melhorar a saúde financeira da sua empresa

No dia a dia, os empreendedores precisam ter vários pontos de atenção para garantir a saúde financeira do negócio. A boa notícia é que isso não precisa ser difícil, tudo depende de boas estratégias.  

 

1. Separe os gastos pessoais e os gastos da empresa

Antes de mais nada, é preciso aprender a separar as finanças pessoais e do negócio. Por isso, é importante ter contas bancárias e cartões diferentes para fazer as movimentações. 

Dessa forma, você não comete o erro de usar o dinheiro do seu empreendimento para despesas pessoais e vice-versa. Lembre-se de definir um salário coerente para que você dê conta dos seus gastos pessoais sem comprometer a saúde financeira do seu negócio. 

 

2. Saiba precificar

Ter um preço competitivo é um dos principais pontos para fechar vendas. Mas isso não significa que você pode colocar a rentabilidade em jogo. Calcular a margem de lucro da forma correta envolve outros fatores além do custo dos itens em si – é preciso considerar impostos, gastos com fornecedores, despesas fixas, taxas e transporte, por exemplo. 

Somente assim é possível chegar em um preço real de quanto vale o seu produto ou serviço, de forma a manter sua empresa lucrativa e, ainda, competitiva em relação ao mercado. 

 

3. Planeje as entradas e saídas 

Muitos gestores têm dificuldade em fazer planejamentos, principalmente a longo prazo. Isso pode estar ligado à falta de controle ou conhecimento do fluxo de caixa da empresa. Para evitar a insegurança, é preciso estratégia.

Entendendo seu volume de vendas e os gastos previstos, você pode antecipar qual será seu lucro nos próximos meses, investindo nos itens certos, negociando melhores condições com fornecedores, entre outras vantagens. Também é possível criar estratégias em períodos com quedas de vendas ou fazer adequações nos pedidos. 

 

4. Monte um calendário financeiro

Com um panorama completo das entradas e saídas de dinheiro, além da análise dos períodos com maiores gastos, o próximo passo é incluir outros itens relacionados, como: 

  • Prazos para pagamentos dos fornecedores;
  • Datas de pagamentos dos funcionários;
  • Datas de pagamentos de contas básicas, como aluguel, água, energia, internet, etc;
  • O dia do recebimento das vendas feitas por maquininhas de cartão, por exemplo;
  • Datas comemorativas importantes para o comércio (Natal, Black Friday e Dia das Mães). 

Ter uma visão completa das suas finanças vai te ajudar a alterar datas de vencimento de contas para um período mais adequado, saber qual o melhor dia para recebimentos, quando fazer retiradas e muito mais.

Tudo para manter suas finanças sempre no azul. Além disso, organizar e automatizar esse processo também permite que você tenha mais tempo para focar em outros pontos estratégicos da sua empresa. 

 

5. Crie um fundo de reserva

Como na vida pessoal, é importante ter uma reserva para emergências, afinal é isso que vai melhorar ainda mais a saúde financeira do seu negócio. Lembrando que é importante não confundir fundo de reserva com o caixa da empresa. 

Outra dica para evitar que o seu dinheiro desvalorize é consultar o gestor da sua conta bancária para entender como guardar seu dinheiro, fazendo com que ele renda e melhore o desempenho das suas finanças. 

 

💡 Leia também - Gestão financeira: Guia completo para organizar as finanças do negócio

 

Com uma boa organização, seu negócio vai longe

Manter a saúde financeira da sua empresa depende da organização. Por isso, vale a pena investir em preparo, controle dos seus recursos e também boas ferramentas que vão ajudar a deixar seu negócio ainda mais competitivo e com resultados cada vez melhores.

 

gestao_financeira


Escrito por:

assinatura_equipe

Artigos relacionados