Skip to content
Entre Crie sua conta

Diga sim para conquistar seus objetivos
Dicas sobre como organizar seu dinheiro, sair do vermelho, fazer seu dinheiro render e entender o mercado.

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para crescer como empreendedor
Conteúdos práticos sobre como organizar as finanças do seu negócio, começar a empreender, administrar seu negócio e vender mais

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para expandir sua empresa
Conhecimento sobre como impulsionar suas vendas, gerenciar e expandir sua empresa e insights de mercado

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para tecnologia descomplicada
Conteúdos sobre conta grátis, crédito, venda online e física, Pix e tutoriais Mercado Pago

Acesse

Conheça a biblioteca

Quais as vantagens e desvantagens de vender em marketplace

Você sabe como vender on-line em um marketplace? Confira os pontos de atenção na hora de comercializar produtos por esse tipo de plataforma
Marketplace vantagens e desvantagens - vender em marketplace é bom

Quando o assunto é e-commerce, os marketplaces são algumas das plataformas mais importantes. Eles funcionam como um verdadeiro shopping center virtual, atraindo os consumidores para comprar produtos dos mais diversos segmentos no mesmo ambiente. Por outro lado, também possibilitam que pequenos lojistas encontrem uma plataforma, semelhante a uma vitrine, para oferecer seus produtos e serviços, já contando com diversas ferramentas. Não é à toa que eles representaram 78% do faturamento no e-commerce brasileiro em 2020. 

Segundo um estudo da PwC realizado em 2019, 95% dos consumidores brasileiros que compram on-line realizam suas compras por meio de marketplaces. Mundialmente, o número chega aos 96%. Ou seja, essas plataformas são extremamente relevantes no universo digital. Mas vale a pena mesmo escolhê-las como "ponto de venda" do seu e-commerce?

 

Empreendedorismo digital: 7 vantagens do marketplace para vendas


Antes de escolher vender através de uma plataforma como essa, é  preciso conhecê-la. Afinal, quais as vantagens de vender através de um marketplace? Existem desvantagens? Listamos algumas informações para te ajudar a entender se essa maneira de vender funciona para você e para o seu negócio.

1. Popularidade


Justamente por reunir uma vasta gama de produtos de diferentes segmentos, o marketplace atrai uma grande diversidade e volume de público. Isso proporciona ao lojista um aumento de visibilidade e novos consumidores que ainda não conhecem a marca e acabam tendo um primeiro contato por meio dessa vitrine virtual. 

2. Maior retenção

 

Essa grande variedade de ofertas também faz com que os clientes queiram passar mais tempo no site e, inclusive, voltem com frequência pela grande diversidade de produtos e pela familiaridade com o ambiente. Afinal de contas, é muito mais prático e cômodo centralizar suas compras em uma só plataforma (e um só pagamento), do que efetuar diversos pedidos diferentes.

3. Menos investimento em marketing

 

Uma das maiores vantagens do marketplace é a redução dos gastos com publicidade e marketing. Afinal, a plataforma oferece um espaço para as marcas exporem seus produtos e receberem acessos. Como a maioria dos marketplaces trabalha com porcentagem e comissões sobre as vendas, elas acabam já investindo em mídia e propaganda com verdadeiro expertise, o que beneficiará também o seu negócio. 

4. Um canal adicional para vender seus produtos

 

Inserir seus produtos em um marketplace significa abrir um novo “ponto de vendas”, além do e-commerce, que a maioria das pessoas frequenta com a intenção de comprar. Assim, angariar sua presença nos principais marketplaces amplia as chances de atrair um público interessado nos seus produtos. Em suma, proporciona ao lojista o crescimento do negócio como um todo.

5. Facilidade para começar a vender

 

Esse é um ponto crucial principalmente para quem está começando a vender on-line. Geralmente, o empreendedor começa sozinho ou com uma estrutura pequena. Nesses casos, o marketplace pode ser uma solução bastante interessante para inserir seu nome no mercado e ajudar a atrair clientes sem precisar criar uma estrutura de e-commerce já na largada do negócio.

6. Maior alcance

 

Como já citamos, estabelecer a presença em um marketplace aumenta consideravelmente a visibilidade da sua marca e dos produtos oferecidos. Afinal, muitas dessas plataformas acumulam milhões de visitas diariamente. Partindo dessa lógica, quanto maior for o número de pessoas expostas aos seus produtos, menor será a necessidade de investimentos em publicidade. Assim, essas plataformas podem ser verdadeiras portas de entrada, aumentando seu alcance. 

7. Menos preocupação com integrações 

 

Ao optar pelo marketplace como ponto de venda, o vendedor usufrui da estrutura oferecida pela plataforma sem se preocupar com funcionalidades, códigos, segurança e integração com meios de pagamento, entre outras dores de cabeça.

 

5 desvantagens de vender com um marketplace 


Mais do que desvantagens, propriamente, estes são pontos de atenção importantíssimos, que precisam estar claros para o lojista na hora de optar por um comercializar em um marketplace:

1. Escolher uma boa plataforma

 

Existem diversos fatores a serem levados em conta na hora de escolher o marketplace no qual irá disponibilizar seus produtos, e um deles é a qualidade do suporte. Por isso, verifique se a plataforma oferece uma gama de canais de atendimento, como redes sociais, e-mail, telefone, chat e etc. Isso tanto em relação aos clientes finais como em relação aos lojistas. Assim, você ficará seguro de que os operadores do seu parceiro de negócio irão resolver os problemas com agilidade e de forma satisfatória.

2. Preocupação com segurança

 

A segurança no recebimento do pagamento pode ser um fator de atenção. Geralmente, os marketplaces trabalham com um prazo de pagamento que pode chegar a até 45 dias após a postagem ou entrega do pedido. Isso acontece porque é necessário garantir que a entrega será realizada ao cliente. Assim, o pagamento é liberado após este procedimento ser encerrado com sucesso.

3. Comissão da plataforma

 

Os marketplaces cobram algumas taxas ou comissões sobre as lojas parceiras. Aderindo a esse modelo de negócio, o lojista precisa se adaptar às regras do seu parceiro e arcar com possíveis aumentos de taxas, enfrentando grandes variações de custos. 

4. Competição com concorrentes dentro da mesma plataforma

 

Com a grande popularidade das plataformas de marketplace atuando no Brasil, certamente isso atrai também uma infinidade de lojistas para estes canais. Na prática, isso significa que você precisa optar por um parceiro que atenda seu nicho de mercado e que, por isso, também comercialize produtos dos seus concorrentes. 

5. Não há possibilidade de customização da sua página

 

Por funcionar como um grande shopping, esse modelo dificulta a fixação de uma marca específica na mente do consumidor. Por não ser “dono” da plataforma, o lojista precisa ter em mente que no marketplace não é possível realizar um trabalho amplo de identidade de marca como seria feito num e-commerce próprio, por exemplo.

 

Se informe sobre os marketplaces e entenda se eles são uma boa opção para o seu negócio


Mesmo com algumas desvantagens e pontos de atenção a serem observados, os marketplaces são plataformas que ajudam muitos lojistas a darem os primeiros passos no mundo digital. Eles também podem ser uma opção complementar: você cria sua loja digital com a ajuda de uma plataforma de e-commerce - opções como VTEX, Magento, Loja Integrada, Shopify, Nuvemshop, entre outras - e, a partir da experiência adquirida sobre o perfil dos seus clientes, leva seus produtos também para um marketplace para potencializar os canais de vendas.

Seja qual for a sua realidade e a maneira de fazer, é importante pesquisar mais sobre as possibilidades oferecidas para entender se o marketplace é uma opção vantajosa para o seu negócio.

 

vender com pix no e-commerce - mercado pago


Escrito por:

assinatura_equipe

Artigos relacionados