Skip to content
Entre Crie sua conta

Diga sim para conquistar seus objetivos
Dicas sobre como organizar seu dinheiro, sair do vermelho, fazer seu dinheiro render e entender o mercado.

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para crescer como empreendedor
Conteúdos práticos sobre como organizar as finanças do seu negócio, começar a empreender, administrar seu negócio e vender mais

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para expandir sua empresa
Conhecimento sobre como impulsionar suas vendas, gerenciar e expandir sua empresa e insights de mercado

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para tecnologia descomplicada
Conteúdos sobre conta grátis, crédito, venda online e física, Pix e tutoriais Mercado Pago

Acesse

Conheça a biblioteca

Como melhorar a descrição de produto no e-commerce

Descubra como fazer uma descrição de produto perfeita na sua loja online e converta mais vendas
Empreendedora planejando uma boa descrição de produto no seu e-commerce

Por mais que pareçam simples de resolver, as descrições de produtos no e-commerce ainda são motivos que fazem diversos vendedores perderem oportunidades de aumentar suas taxas de conversão.

De acordo com um estudo da Opinion Box, 42,3% dos consumidores afirmaram que as informações sobre o produto influenciam diretamente na sua decisão de compra online. 

Ou seja, se os compradores não encontram fácil o que desejam ou ficam com dúvidas, provavelmente, vão abandonar a sua loja para procurar o que precisam na concorrência. Além disso, você corre o risco de ter indicações negativas e nunca mais conseguir atrair o consumidor, uma vez que a  primeira impressão não foi boa. 

Para não virar um caso de insucesso, é importante ter alguns cuidados específicos e estratégias para uma descrição de produto completa e atrativa. Isso vai transmitir mais credibilidade e dar mais confiança para os seus clientes.

Separamos algumas estratégias para você incentivar mais compras e aumentar o tráfego orgânico do seu e-commerce. 

 

Como criar uma boa descrição de produto em seu e-commerce


Uma boa descrição de produto deve apresentar o máximo de detalhes sobre as características e indicações de uso dos itens comercializados. O objetivo é que o cliente não fique com nenhuma dúvida e se sinta confortável e atraído como se estivesse em uma loja física.

Veja como fazer isso na prática: 


1. Comece com um bom título

 

Os títulos são uma das primeiras informações que os compradores encontram quando procuram pelo produto nos buscadores ou no seu site. Quanto mais atrativos, maior a chance de despertar interesse.  

A descrição do produto não pode ser genérica ou muito exagerada. O equilíbrio é atingido quando as características que mais chamam a atenção do item são fornecidas. Por exemplo, você tem uma loja de decoração e todos os seus produtos são descritos apenas pelo nome e cor. 

O título “abajur amarelo” parece genérico, já “abajur amarelo de 21 cm de madeira com detalhes de tecido” é muito específico. A medida certa pode ser: “abajur amarelo de madeira”. 

 

2. Utilize técnicas de SEO nas descrições

 

A descrição melhora quando são otimizadas com técnicas de SEO, conjunto de estratégias que posiciona os sites nas primeiras páginas dos buscadores, por exemplo, o Google.

Para começar a fazer isso, identifique as palavras-chaves mais relevantes para o seu negócio e explore nos seus textos. Elas podem ser encontradas em algumas ferramentas, como Google Keyword Planner.

 

3. Descreva as principais informações do produto

 

O consumidor não pode ficar com nenhuma dúvida básica sobre as características do produto, porque todas as informações relevantes devem estar detalhadas.

Alguns itens que merecem atenção são: dimensões, matéria-prima, recursos, funções, aplicações, benefícios e diferenciais. 

Dessa forma, mesmo sem contato físico, o comprador tem uma noção exata e fiel do item, se sentindo seguro e confiável para receber exatamente o que leu nas descrições.  

 

4. Destaque as vantagens e diferenciais do produto

 

Por mais óbvio que seja o uso, você precisa incentivar o desejo do consumidor pelo item. Uma forma de fazer isso é dando sugestões de uso, explorando os benefícios e diferenciais que podem ser aproveitados no dia a dia. 

Por exemplo, você vende camisetas. Identifique um atributo único que nenhuma outra marca oferece ou destaque características que mostram como as peças podem melhorar a vida do cliente ou reparam uma dor que eles sintam. 

 

5. Adote uma linguagem correspondente à sua marca

 

A linguagem precisa ser objetiva, clara e de acordo com o tom de voz da marca. Por exemplo, se for um público que compra equipamentos médicos, possivelmente terá que utilizar um tom mais sério e técnico.

Caso seja a venda de produtos de moda para jovens, a linguagem será mais descontraída, com expressões populares. 

 

6. Use palavras sensoriais

 

Como o consumidor não pode tocar, cheirar ou provar o produto, você precisa descrever todas as sensações possíveis para aproximá-lo da mercadoria.

Uma forma de fazer isso é descrevendo as sensações que podem ser provocadas.

Por exemplo, se for uma toalha, alguns adjetivos podem ser usados, entre eles sedosa, macia, aveludada e confortável. Caso seja uma comida,  a descrição pode ser em relação ao gosto, como doce, leve e suave.

 

7. Explore vídeos e imagens de qualidade

 

Os recursos visuais são essenciais para o comprador ter uma visão mais completa sobre o produto. Por isso, use fotos de alta qualidade e que possam ser ampliadas pelo recurso de zoom, com diferentes ângulos.

Lembrando que as imagens também devem ser otimizadas para SEO. 

Já os vídeos são uma forma de exibir detalhes, mostrando como é o funcionamento e os acessórios que acompanham o produto. Eles complementam tudo o que está descrito e visível, exemplificando o uso e sendo uma estratégia a mais para estimular o desejo de compra.  

 

8. Estimule a leitura dinâmica 

 

Ter descrições completas e detalhadas não significa textos enormes, confusos e bagunçados. Você precisa tornar a leitura fácil, rápida e fluida. Para fazer isso, pense na formatação e linguagem utilizada. 

Esse trabalho de destacar as informações mais relevantes é conhecido como escaneabilidade do texto. Nesse contexto, algumas das técnicas que podem ser utilizadas são parágrafos mais curtos, tópicos divididos por intertítulos e negrito nas partes mais importantes. 

 

9. Insira tabela de medidas e cores disponíveis

 

Para produtos de vestuário e móveis, as medidas detalhadas e as cores disponíveis são indispensáveis.

Afinal, apenas com essas informações, o consumidor poderá entender se as especificações atendem ao que precisam ou desejam. 

Por exemplo, não adianta apenas colocar o tamanho “P”, “M” ou “G” e uma foto com a cor. É necessário inserir uma tabela com as medidas de cada parte do corpo e a informação clara da cor que será enviada para que não haja nenhuma confusão. 

 

10. Insira depoimentos e reviews sobre os produtos 

 

As avaliações e depoimentos são decisivos no processo de compra para 52,5% dos consumidores, segundo a Opinion Box, afinal, eles comprovam se o produto vale mesmo a pena.

Então, não se esqueça de inserir a opção de comentários no seu e-commerce e lembre os consumidores depois da compra de deixarem suas impressões. 

 

Leia mais: 15 maneiras de acabar com o abandono de carrinho no e-commerce



Faça uma descrição de produto perfeita e atraia mais clientes para o seu e-commerce


As melhores descrições de produtos constroem a confiança dos usuários e fazem sua marca ser reconhecida. Sem elas, a sua loja virtual não transmite segurança ou corre o risco de não ser encontrada.

As informações detalhadas e persuasivas influenciam e facilitam a decisão de compra sem que o cliente tenha medo de errar ou se arrepender. 

Que tal dar uma boa revisada no seu e-commerce e aplicar essas dicas nas descrições de seus produtos? Assim, você aumenta as chances de vender e atrai mais tráfego.

 

Manual de Vendas Online com Mercado Pago


Escrito por:

assinatura_equipe

Artigos relacionados